Síndrome do Viajante

Na época das férias muitas pessoas se preparam para passeios e viagens, sejam elas mais curtas ou de longa duração, mas poucos se preocupam com um problema bastante comum que ocorre pela impossibilidade de andar ou mesmo se movimentar normalmente durante o percurso, seja de automóvel, ônibus ou avião.

Viagens de média e longa duração (acima de duas horas) podem ocasionar inchaço, dores nos pés e tornozelos e, em casos mais graves, podem acarretar a chamada Trombose Venosa Profunda – TVP, também conhecida como “Síndrome do Viajante”, causada pela coagulação do sangue no interior das veias, mais comumente as dos membros inferiores (cerca de 90% dos casos).

Síndrome do Viajante - Trombose
Foto: Pinterest.

Outros fatores também contribuem para o surgimento de problemas circulatórios durante as viagens como, por exemplo, pouco espaço para movimentação, desidratação, ingestão de álcool, obesidade, hereditariedade, pressurização das cabines e tabagismo.

A combinação de cigarros, anticoncepcional e varizes deixa, principalmente as mulheres, ainda mais vulneráveis à doença. Pessoas com problemas de circulação também estão propensas ao surgimento da trombose venosa”, afirma o Dr. Dirceu Rodrigues.

A melhor maneira de evitar esse tipo de problema está no uso de meias de compressão que ajudam a ativar a circulação no momento em que as pessoas estão paradas, e podem ser adquiridas sem prescrição médica em lojas especializadas e farmácias.

Meia de Compressão Sigvaris - Medical Model
Foto: Sigvaris Medical, 2016.

A Síndrome do Viajante também pode se manifestar durante a viagem ou até mesmo dias após. Para evitá-la você pode tomar algumas precauções mínimas e de baixíssimo custo, como:

  • Utilizar meia de compressão;
  • Fazer exercícios, a cada duas horas, com os pés para cima, para baixo e em círculos, proporcionando a movimentação da panturrilha;
  • Caminhar a cada duas horas pelo avião. Se a viagem for de carro ou ônibus, fazer paradas regulares, caminhar e exercitar os pés;
  • Beber líquidos não alcoólicos antes e durante a viagem, mantendo assim uma boa hidratação;
  • Usar roupas confortáveis (evitar viajar de calça jeans, pois normalmente o tecido prende a circulação em viagens longas); e
  • Elevar os pés, sempre que possível.

A utilização adequada destas medidas pelas pessoas portadoras de condições predisponentes ao aparecimento da trombose venosa profunda com certeza irá contribuir para diminuir a incidência de episódios de tromboembolismo venoso em viagens.

 _________________________________________________________________________________

COMECE SUA VIAGEM AGORA MESMO:

Encontre passagens aéreas mais baratas pelo Decolar

Reserve hotéis pelos melhores preços através do Booking.com

Quer comprar moedas? Encontrei o Melhor Câmbio da sua cidade 

Câmbio com praticidade e menores taxas pelo Transferwise

Saia do Brasil com chip pré pago e internet 4G da Travel Mobile

Alugue carros pelos melhores preços pela RentCars

Economize e corte filas em passeios pela Tickerbar

Faça uma cotação para o seu Seguro Viagem

 

Gostou? Então compartilhe este post!

NiKi Verdot

NiKi Verdot, além de ser uma apaixonada pela vida, considera-se uma viciada em viagens. Mal acaba de chegar de uma e já está pensando nas próximas (no plural, é claro!). Tem o passaporte carimbado em 16 países (tendo passado por mais de 140 cidades) e adora compartilhar suas fotos, dicas e experiências, com o objetivo de ajudar a todos que, assim como ela, são viciados em viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
  
error: Content is protected !!