Alemão Suíço: 5 curiosidades sobre sobre o Alemão da Suíça

5 curiosidades sobre o alemão da Suíça

Digamos que você seja um corajoso que decidiu estudar alemão suíço. Essa língua em que os verbos as vezes se dividem, parte no começo e parte no final da frase; em que leite é feminino (a leite – die milch); e em que “menina” é uma palavra neutra (nem “o” menina, nem “a” menina, mas “das” – das medchen). Bom, em primeiro lugar você está de parabéns pela bravura! Mas antes de agendar uma viagem para a Suíça, na intenção de colocar em prática todos os seus conhecimentos, vamos compartilhar algumas curiosidades sobre o alemão suíço:

5 curiosidades sobre o Alemão Suíço

1) Aqui fala-se o alemão suíço. Não é uma língua propriamente dita, mas também não é o alemão da Alemanha. Na realidade é um dialeto que usa algumas palavras francesas, algumas inglesas e a grande maioria vem do alemão da Alemanha; mas claro, em algumas palavras a pronúncia e a expressão são bastante diferentes, que é pra dar uma graça extra pra quem está ralando para entender.

2) Quer comprar um livro para aprender alemão suíço? Que tal descobrir que esse dialeto não possui linguagem escrita? É uma coisa tão doida que cada pessoa escreve como quiser. Então em um mesmo grupo de Whatsapp, por exemplo, os amigos escrevem de jeitos diferentes, conforme a sonoridade que usam para cada palavra e (mesmo assim) todo mundo entende praticamente tudo. Bom, ao menos os nativos, é claro!

3) O jornais são escritos em alemão, os livros da escola também. Mas a publicidade usa, muitas vezes, uma linguagem mais próxima do público, que é claro, o alemão suíço. Confuso, né?

4) Quem fala alemão pode até entender o alemão suíço, mas em um primeiro contato com o dialeto essa comunicação fica bastante truncada. Além da sonoridade ser bastante diferente, muitas palavras em alemão suíço são apenas uma parte da palavra original em alemão. Por vezes esse “recorte” não é nada lógico para quem não é nativo; e é preciso mesmo perguntar que diabo é isso que eles estão falando, que mais parece um espirro, e não um verbo no fim da frase. Saúde, minha gente!!!

5) A Suíça é dividida em 26 Cantões, esses são como os estados, e em cada estado de língua alemã, o alemão suíço é diferente. Que tal? Assim conversar sobre línguas e fazer piadas sobre a pronúncia deles mesmo é tão ou mais usual quanto conversar sobre o tempo. Até porque, além do alemão, a Suíça tem outros três idiomas oficiais: o francês, o italiano e o romanche (língua local com sonoridade bastante específica, que parece uma mistura de latim com alemão; e é falada por pouquíssimas pessoas, mesmo na Suíça).

Se depois dessas dicas você pensou em mudar de planos e cancelar sua visita à Suíça: não é pra tanto! Os suíços sabem direitinho o quão difícil é falar e entender o dialeto local; e por isso eles sempre procuram falar alemão com quem vem de fora, ou inglês, francês, italiano e por último e não menos importante: a linguagem dos gestos, que é sucesso garantido! 🙂

 _________________________________________________________________________________

COMECE SUA VIAGEM AGORA MESMO:

Encontre passagens aéreas mais baratas

Reserve hotéis e pousadas pelos melhores preços

Veja como fazer câmbio com praticidade e menores taxas

Saia do Brasil com chip pré pago e internet 4G

Entenda tudo sobre o Seguro Viagem

Alugue carros pelos melhores preços

Economize e corte filas em passeios

 _________________________________________________________________________________

Gostou? Então compartilhe este post!

Julia Borba

Julia Borba é repórter de formação e já trabalhou em grandes redações como a Folha de São Paulo e a Rede Globo. Apaixonada pelo Brasil e pelo mundo, é uma das adeptas da teoria de que a vida é curta demais para ficar em apenas um lugar. Além do Brasil, já morou nos Estados Unidos e na Suíça, onde atualmente cursa mestrado em Comunicação Empresarial. Para ela viajar é sinônimo de felicidade - seja por destinos rústicos e com muita na natureza ou encontrando os lugares super charmosos espalhados pelas grandes cidades. Adora contar historias e compartilhar dicas e experiências com todos os apaixonados por viagens.

28 comentários em “5 curiosidades sobre o alemão da Suíça

  • 8 de agosto de 2017 em 07:18
    Permalink

    Quando eu fazia cursinho de alemão a professora sempre falava algumas diferenças entre o alemão da Suíça e o da Alemanha. Concordo com você na parte que fala que a linguagem dos gestos é sucesso hehe sempre funciona, ne?!

    Resposta
  • 8 de agosto de 2017 em 06:06
    Permalink

    Estudei alemão por quase dois anos (sem enormes sucessos kkkk). Agora, se já achava difícil, fico pensando no Swiss Deustch. Tenho uma amiga que mora em Zurique e ela me conta justamente sobre a dificuldade de, além do alemão normatizado, ainda ter que saber o dialeto. #coideloco

    Resposta
  • 7 de agosto de 2017 em 14:40
    Permalink

    Muito dificil esse idioma! 🙂 Mas bem curioso o post…

    Resposta
  • 7 de agosto de 2017 em 12:12
    Permalink

    Gente, não fazíamos ideia destes detalhes! Quando moramos na Itália já achamos uma confusão…. quem diria que na Suiça seria parecido! rsrs
    Ótimo este post!

    Resposta
  • 7 de agosto de 2017 em 06:58
    Permalink

    oi Niki, a informação que mais me deixou perplexa neste texto foi saber que o alemão suíço não tem versão escrita e que cada um escreve à sua maneira, de acordo com a sonoridade. Que negócio interessante!!!!

    Quando estava na Suíça, uma amiga alemã foi encontrar-se conosco. Ela nunca havia estado na Suíça e terminou comunicando-se mais em inglês do que em alemão. Curioso né?! À época eu imaginei que devia ser por conta do acento, mas na verdade, é muito mais do que isso. 🙂 Vou contar a ela! bjus

    Resposta
  • 6 de agosto de 2017 em 19:40
    Permalink

    Juliaaaa que confusão! A cada item eu sempre achando que ia melhorar…ahhahaha! Adorei saber! Amo línguas! 🙂

    Resposta
  • 6 de agosto de 2017 em 07:10
    Permalink

    Nossa, estou em Lucerna agora e sei exatamente o que você está falando nesse post. Tenho uma amiga suíca que mora aqui, e ela já tentou diversas vezes me explicar todas essas particularidades da língua. Fica difícil criar coragem pra aprender essa língua aqui! hahah

    Resposta
  • 5 de agosto de 2017 em 19:39
    Permalink

    Muito interessante. Eu não tinha ideia que isso existia. Imagino que seja bem difícil aprender todas as peculiaridades. Só morando por aí mesmo, né?! Muito legal.

    Resposta
  • 5 de agosto de 2017 em 14:03
    Permalink

    Muito legal o post! Tenho parentes que moram na Suíça e essa foi uma das primeiras coisas que nos explicaram quando chegamos lá. Eles moram em Basel e por causa da proximidade, íamos passear muito na Alemanha. Acredita que mesmo sem falar praticamente nada de alemão percebíamos a diferença nos dois países?

    Resposta
  • 5 de agosto de 2017 em 13:36
    Permalink

    Ah que curioso! Confesso que não sabia desta particularidade! Imagino que deve ser ainda mais difícil aprender já que cada um escreve de um jeito! Adorei o post!

    Resposta
  • 5 de agosto de 2017 em 09:17
    Permalink

    Porque alemão por si só não é complicado o suficiente, não é? hahaha Acho que é semelhante com o que acontece com o holandês na Holanda e da Bélgica. Ainda bem que dá pra se virar com francês e inglês. Adorei as curiosidades e realmente não sabia que o dialeto não era escrito.

    http://www.pelosquatrocantos.com

    Resposta
  • 24 de julho de 2017 em 16:20
    Permalink

    Credo e eu achava que português era difícil… será que eles entendem bem mímica?
    Brincadeiras a parte, como é para se virar no país apenas com o um simples e universal ingles? Funciona?

    Resposta
    • 5 de agosto de 2017 em 09:42
      Permalink

      Fiz vários testes, Luiza, eles são bons de mímica! rs… Mas eles falam super bem inglês por aqui sim. Funciona. Mesmo quem não fala fluentementemente consegue dominar o básico para dar uma explicação, sabe? Dai não é difícil se virar 😉

      Resposta
  • 18 de julho de 2017 em 15:32
    Permalink

    Já é difícil falar alemão imagina alemão suíço… impossível kkkk adorei esse post..não conhecia essas curiosidades. Acho que em todo mundo tem uma mistura, no espanhol tem o catalão que é uma mistura também.

    Resposta
    • 5 de agosto de 2017 em 09:48
      Permalink

      É verdade! Mas é um choque para quem aprende línguas nas escolas de idiomas, né? A realidade é tão diferente, parece que a gente fez aulas de uma língua que só existe nos livros. Socorro! rs…

      Resposta
  • 18 de julho de 2017 em 15:31
    Permalink

    Ameei essas matéria. Conheci uma pessoa que é da suiça e fiquei surpresa quando eles falaram que tinham seu proprio dialeto, não falava o alemao da suiça mas o alemão da suiça mesmo e eles não esinavam na escola o dialeto. Amei suas dicas, é sempre bom saber coisas novas. Um beijão

    Resposta
    • 5 de agosto de 2017 em 09:54
      Permalink

      Obrigada, Gessica!! Quando me contaram que o alemão suíço era um dialeto (e não o mesmo alemão da Alemanha) eu imaginei algo como as nossas diferenças regionais: entre falar português no Sul e no Nordeste do Brasil. Mas não imaginava que era assim TÃO diferente! Um beijo 🙂

      Resposta
  • 18 de julho de 2017 em 15:31
    Permalink

    Já é difícil falar alemão imagina alemão suíço… impossível kkkk adorei esse post..não conhecia essas curiosidades. Acho que em todo mundo tem uma mistura, no espanhol tem o catalão que é uma mistura também.

    Resposta
  • 18 de julho de 2017 em 15:21
    Permalink

    Ei, Julia! Que post interessante. Nunca tinha ouvido falar sobre o alemão suíço, mas imagino que seja um idioma bem diferente, mas muito bonito de se ouvir. Sou apaixonada pelo alemão e morro de vontade de aprender. Já o francês, aprendi desde a escola e sou apaixonada. Acho que a maior dificuldade seria por misturar duas raizes de linguagem, mas deve ser mt bom quando se aprende de fato. Parabens pelo blog, adorei. Beijosssss

    Resposta
    • 5 de agosto de 2017 em 10:06
      Permalink

      Acho muito bonito também, Thais! Eles usam bastante aquele som de ‘r’ que vem da garganta, sabe? Tem até mesmo nas palavras que não tem o ‘r’, como Danke (de obrigada). Em algumas partes da Suíça eles falam ‘DankRRRRe’. Rs… Obrigada pelo recadinho e estou torcendo por você nas suas futuras aulas de alemão 🙂

      Resposta
  • 18 de julho de 2017 em 15:06
    Permalink

    Gente do céu, que loucura! hahahahaha. Tô bem chocada, pois não fazia IDEIA de que funcionava assim! Acho a Suíça um lugar INCRÍVEL, morro de vontade de conhecer, mas antes de chegar o fim desse post dei aquela desanimada, mas se eles entendem sinais TÁ ÓTIMO! HAHAHAHAHAHA adorei muito esse post! Um beijo e sucesso!

    Resposta
    • 5 de agosto de 2017 em 10:11
      Permalink

      A gente começa com inglês, pula pros sinais e no desespero maior a gente já usa a linguagem do Visa/Mastercard que também é internacional e super efetiva. Hahaha!! Obrigada e um beijo 🙂

      Resposta
  • 18 de julho de 2017 em 14:55
    Permalink

    Menina, como assim?? Já acho complicado aqui no Brasil que cada região tem seu jeito de falar e escrever, imagina em um lugar que as linguas são misturadas rsrs acho que eu ficaria perdida e ia apelar para os sinais ou desenhos ou o Google tradutor rsrs

    Resposta
    • 5 de agosto de 2017 em 10:18
      Permalink

      Mas fala a verdade, esse Google Tradutor é a melhor coisa do mundo depois da invenção do sorvete de chocolate, né? rs… O bom é que hoje tendo um celular no bolso ninguém segura a gente, Erica!

      Resposta
  • 18 de julho de 2017 em 14:46
    Permalink

    Nossa que bacana saber mais sobre isso ainda mais para mim que tenho grande interesse por línguas. Confesso que no início fiquei meio perdida haha mas amei o POST. Bjsss arrasou!!

    Resposta
    • 5 de agosto de 2017 em 10:35
      Permalink

      Nossa, se você tem interesse tem muito que vir pra Suíça. Vai amar!!! Obrigada 🙂 Um beijo!

      Resposta
  • 18 de julho de 2017 em 14:41
    Permalink

    Meu Deus eu ficaria totalmente perdida haha, muito interessante teu post eu gostei do assunto abordado <3

    Resposta
    • 5 de agosto de 2017 em 10:36
      Permalink

      O bom é que fica todo mundo perdido junto. Hahaha!! Obrigada, Pamela 😉

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!